A cultura do exagero


  João Gualberto* 

Somos um povo exagerado. A maioria das nossas expressões, seja na TV, no futebol ou nas expresões do dia a dia, quando estamos “morrendo de saudade de alguém” revelam isto. E no plano político não somos diferentes. As eleições presidenciais se aproximam e surgem, em todos os lados da disputa, interpretações extremas. É comum ouvir o discurso que associa o governo atual ao comunismo.  Enquanto a oposição tenta sair do debate quase que único da vida pessoal de seu candidato. Mais exemplos de exagero.

laerte2
Laerte e o exagero brasileiro

De fato, todas as crises que acontecem com cada um de nós é vivida com a  pior das crises. Tanto individual como coletivamente, temos a tendência a descrever os fatos como mais duros do que eles são. Ou então, no inverso, com uma rapidez de soluções que só o mais superficial dos mortais poderia levar a sério. Um ensaio sobre as origens da Cultura do Exagero, que marca a sociedade brasileira, extrapola os limites deste pequeno artigo. Mas, julgo oportuno assinalar que essa cultura está presente em cada análise que fazemos, ou em cada medida que tomamos. O resultado prático é que é comum não estarmos nem tão mal, nem tão bem como costumamos dizer. Mais ainda: penso que a verdade é frequentemente encontrada em pontos intermediários, muito menos dolorosos ou prazerosos do que os que nós, brasileiros, costumamos procurar. É preciso ter isto em conta quando lemos os jornais ou quando contabilizamos os sucessos ou insucessos de um Governo, por exemplo. Todo elemento cultural está envolvido em uma grande rede de significações imaginárias sociais. Assim o exagero de nossas reações do dia a dia e nossa forma barroca de viver faz parte do que somos como povo. Faz parte de nosso código cultural. É preciso entendê-lo bem para não nos deixar enganar com muita facilidade e entender o Brasil. Sem exageros.

Em tempo, não poderíamos esquecer a música de Cazuza. “Adoramos um amor inventado”

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s